Conheça 06 doenças que atingem somente o sexo feminino

Todo mundo está propenso a ficar doente um dia, seja por um simples resfriado ou uma doença grave. Mas, existem doenças que são específicas do sexo masculino e do sexo feminino, e são sobre as doenças mais comum que atingem as mulheres que iremos conversar.

Outubro está chegando, e com ele o mês das mulheres. É importante, não somente neste mês, mas durante todo o ano, a conscientização e prevenção sobre as doenças que mais atingem mulheres em todo o mundo. Mulheres são seres mil e uma utilidades, sempre fazendo de tudo ao mesmo tempo, acumulando atividades diárias. Com isso, acabam ficando vulneráveis ao desenvolvimento de doenças e infecções, que vão surgindo ao longo da vida.

→ Confira: exames médicos indispensáveis para mulheres

Listamos 6 doenças predominantes no sexo feminino para que as mulheres fiquem atentas:

Síndrome do ovário policístico

A SOP é um distúrbio hormonal predominante em mulheres em idade de reprodução, sendo uma das causas da infertilidade pela ausência de ovulação. Seus principais sintomas são a dificuldade para engravidar, irregularidades no ciclo menstrual, aumento do diâmetro do óvulo, e mudanças hormonais como alterações na pele, cabelos, e aumento de peso.

A SOP não tem cura, mas tem tratamento. É necessário que a mulher tenha hábitos de vida saudável, pratique exercícios físicos, e procure um ginecologista para iniciar algum tratamento medicamentoso com anticoncepcionais hormonais.

Câncer de mama

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais mata mulheres em todo o mundo. Também é uma doença exclusiva do sexo feminino. Não existe uma causa específica para o câncer de mama, mas geralmente os fatores de risco são os casos dentro da família, menstruação precoce ou tardia, e ausência de amamentação durante a vida. Ter hábitos de vida saudável, praticar exercícios físicos, não fumar, e evitar uso de hormônios sintéticos em altas doses.

É importante realizar o auto exames das mamas e mamografias periodicamente, além de observar sinais estranhos nas mamas.

Endometriose

A endometriose atinge boa parte das mulheres, sendo um dos motivos para a histerectomia precoce (retirada do útero). A endometriose é o crescimento do tecido do endométrio fora da cavidade uterina, atingindo órgãos como trompas, ovários, intestino e bexiga. Por conta dessa inflamação, é causada muita dor abdominal e sangramentos irregulares, além de diarreia, dor ao urinar, fadiga e infertilidade.

Há casos também assintomáticos da doença, onde a mulher só a descobre por exames de imagem de rotina. Não há cura para endometriose, apenas tratamentos paliativos para a doença durante o período reprodutivo.

Candidíase

A candidíase é uma doença do sexo feminino infecciosa causada por um fungo, causando corrimento vaginal esbranquiçado, coceira intensa na área genital e ardor. O fungo que causa a candidíase está presente naturalmente na flora vaginal, mas quando a mulher passa por algum período de stress, uso de antibióticos, período menstrual, doença que abala o sistema imunológico, gravidez e TPM, o fungo tende a se multiplicar, causando a doença.

Para evitar a candidíase, a mulher deve manter hábitos de vida saudáveis, e evitar roupas apertadas e abafadas, e também o uso de absorventes por longos períodos de tempo.

Mioma uterino

O mioma é um ou mais tumores benignos que se desenvolve em mulheres no período fértil, ocasionando sintomas como dores abdominais, irregularidades menstruais, problemas urinários, aumento do fluxo menstrual, podendo até ocasionar anemia por conta da perda de sangue.

O diagnóstico do mioma é feito através de exames de imagem e o tratamento é realizado com medicações ou retirada do mioma. Em casos mais graves, pode ser necessária a histerectomia.

Câncer de colo do útero

O câncer do colo do útero é o terceiro tipo de tumor mais recorrente em mulheres no mundo, ficando atrás apenas do câncer de mama e do câncer colorretal. Ele é causado pelo vírus do HPV, vírus transmitido por via sexual. Os sintomas incluem corrimento vaginal amarelo com odor fétido, sangramentos menstruais irregulares, dor em baixo ventre e alterações nas funções fisiológicas, além das verrugas genitais causadas pelo HPV. O câncer do colo do útero é diagnosticado através de exames laboratoriais, incluindo o Papanicolau, que deve ser realizado anualmente em todas as mulheres.

Os cuidados com a saúde devem ser adotados periodicamente, como realização de exames de rotina e hábitos de vida saudáveis, para evitar que essas doenças surjam, ou iniciar o tratamento precoce caso ocorram.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.