Como prevenir o câncer de mama?

Bons hábitos para prevenir o câncer de mama! 

UM ESTILO DE VIDA CORRETO BASEADO EM UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ATIVIDADE FÍSICA CONSTANTE SÃO AS FERRAMENTAS PARA PREVENIR O RISCO DE CÂNCER DE MAMA.

A prevenção do câncer de mama deve começar a partir dos 20 anos com exames mamários anuais realizados por um mastologista, acompanhados de mamografia bienal após os 50 anos ou ultrassonografia, mas apenas em caso de necessidade, em mulheres jovens.

Exame da mama

O exame das mamas consiste em um exame clínico completo da mama por um médico especializado. O exame, simples e indolor, é realizado no consultório médico sem o auxílio de ferramentas especiais. Esse tipo de avaliação por si só geralmente não é suficiente para formular um diagnóstico preciso, mas certamente pode ser útil para esclarecer situações um tanto suspeitas.

O mastologista, antes de iniciar o exame propriamente dito das mamas, cuida da anamnese , ou seja, da coleta de informações úteis para um possível diagnóstico: possível presença de casos de câncer de mama na família, idade de aparecimento do primeiro ciclo menstrual e menopausa, gravidez, nutrição, terapias hormonais (contraceptivos orais, terapias de reposição hormonal na menopausa, etc.). Só após completar esta fase o mastologista pode proceder ao exame clínico que se inicia com a observação e termina com a palpação.

A visita periódica ao mastologista não é necessária para mulheres mais jovens, mas é suficiente entrar em contato com seu clínico geral ou ginecologista para exames. Em caso de dúvida, é o clínico geral ou ginecologista que recomenda um exame especializado das mamas durante o qual, graças a outros exames como a ecografia, é possível distinguir entre patologias mamárias malignas e benignas e, se necessário, definir a terapêutica mais adequada. correto. A visita anual é fortemente recomendada a partir dos 40 anos, sendo que após os 50 anos a mamografia também é recomendada.

Autoexame 

Outubro Rosa: Aprenda a fazer o autoexame | Fontana Della Gioventú Cirurgia  Plástica

O autoexame é um exame que toda mulher pode realizar confortavelmente em casa: permite detectar precocemente alterações nas mamas.

O exame ocorre em duas fases: a observação permite identificar mutações na forma da mama ou do mamilo, a palpação pode revelar a presença de pequenos nódulos que antes não existiam.

Quando falamos em autoexame, pensamos apenas em um exame para procurar nódulos na glândula mamária, mas na realidade, graças a esse exame, podem surgir outros sinais que devem levar a consultar um médico, como retratações ou alterações de a pele, perda de líquido dos mamilos e alterações na forma dos seios.

A partir dos 20 anos, o exame pode ser realizado uma vez por mês entre o sétimo e o décimo quarto dia do ciclo. Respeitar esses horários é importante porque a estrutura da mama muda de acordo com as mudanças hormonais mensais e, consequentemente, em alguns casos, podem ser criadas confusões ou falsos alarmes.

Vale lembrar que, além dos hormônios, a idade, o peso corporal, a familiaridade e o uso de anticoncepcionais orais também afetam a estrutura da mama. Às vezes, especialmente em mulheres jovens, as mamas são particularmente densas e difíceis de avaliar corretamente com o autoexame.

Entre as idades de 40 e 50 anos, a incidência (ou seja, o número de novos casos) de câncer de mama aumenta de forma rápida e constante e, portanto, o autoexame é particularmente recomendado como ferramenta preventiva para mulheres nessa faixa etária. Com o início da menopausa, o exame pode ser realizado indiferentemente em qualquer época do mês e deve ser realizado regularmente também e sobretudo por mulheres com mais de 60 anos, pois o pico de incidência (número de novos casos) de câncer de mama é apenas entre 65 e 70 anos.

O autoexame é a primeira ferramenta para prevenção do câncer de mama, mas por si só não pode ser suficiente e deve ser combinado, a partir dos 45-50 anos, ou até mais cedo em caso de familiaridade ou alterações, com exames de mama e exames mais instrumentais. precisos como ultra-som ou mamografia.

Estilo de vida saudável pode prevenir o câncer de mama

Check-ups periódicos são importantes para a prevenção do câncer, mas um estilo de vida saudável também ajuda a reduzir o risco de adoecer. Em particular, estima-se que a adoção de hábitos mais saudáveis ​​pode prevenir o aparecimento de um em cada três cânceres.

Para atingir este importante objetivo de prevenção, as regras a serem adotadas são muito simples e preocupam em particular: alimentação, exercícios, hábitos voluptuosos, ou seja, aqueles hábitos que dão prazer, mas são perigosos para a saúde, como tabagismo ou consumo excessivo de álcool.

Não são necessários grandes esforços: apenas preste um pouco de atenção ao que você come e tente não levar uma vida muito sedentária.

Manter um peso saudável não é apenas uma exigência estética, mas também e sobretudo uma opção de saúde contra o aparecimento de muitos tumores. Por exemplo, uma boa maneira de reduzir o risco de câncer é seguir a dieta mediterrânea tradicional. Além disso, uma alimentação saudável e equilibrada também ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e a viver uma velhice em plena forma. Além da qualidade dos alimentos, a quantidade também conta: é importante não exceder as calorias introduzidas que devem ser calculadas com base na idade, peso, tipo de atividade e vários outros parâmetros pessoais.

Você não precisa ser um atleta para reduzir o risco de câncer: basta realizar atividade física moderada por pelo menos 30 minutos por dia e por pelo menos cinco dias por semana. Esse tipo de atividade pode incluir, por exemplo, um passeio no parque ou a escolha de subir as escadas em vez de usar o elevador ou andar de bicicleta em vez de carro.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.